A carregar / Aguarde...
:: PTPAC ::Exposição do arquitecto Peter Zumthor na LX Factory

PTPAC

Exposição do arquitecto Peter Zumthor na LX Factory

Galeria de fotografias, I acto

Exposição do arquitecto Peter Zumthor na LX Factory
Galeria de fotografias, I acto
Domingo, 19 de Outubro de 2008

Foi com grande prazer e surpresa que visitei a exposição de PZ na LXF, hoje de tarde.

Se somente tinha tido contacto com PZ no livro "Pensar a Arquitectura", GG ed.2005, que me sensibilizou bastante na forma como o arquitecto olha e verbaliza o que sente, a exposição revela algo do complexo e cuidadoso processo intelectual do esquiço à obra. Atenção que complexo será nas relações da diversidade, não na facilidade de comoção, aí é simples e ao alcance de todos.

Infelizmente ainda não tive contacto físico com a obra, presencialmente no local ( daquilo que não se sabe é melhor estar calado ) mas o que está exposto é soberbo. PZ não se limita ao desenho técnico e à maquete corrente. No trabalho que vi já existe material, já existe arquitectura. Não há amarras nem esteriótipos. Um caso a estimar nos dias de hoje.

Em alguns momentos pareceu-me estar noutra dimensão temporal porque no trabalho de PZ existe a verdade dos materiais e o arquitecto é um artista que se comove e comove quem ainda tem essa capacidade e relação com as coisas do animal (racional) que ainda somos. Da criatura que tem sentidos e os usa. Creio que todos temos essa capacidade se largarmos estas embalagens com que nos enganamos uns aos outros. Nos tempos actuais, em que um modelo imposto como único, como a verdade das coisas, no falso e duplo dos materiais imputrescíveis que o dinheiro inventa e exibe, PZ será um dos que sobreviverá para além deste festim mediático constante, destas bolhas especulativas que explodem empobrecendo-nos como espécie.

I acto porque tentarei por todas as vias lá voltar, dessa vez, sem os meus catraios que, apesar dos escuros das transições nos momentos da exposição e das escadas, não pararam de brincar e querer tocar para sentir o material nos seus dedinhos ainda sensíveis, desviando-me a atenção para essa capacidade que normalmente temos adormecida e que PZ potencia deveras.

Ficam aí umas imagens que emprestam ainda mais ilusão à verdade, desculpem-me, mas que vos sirva para abrir o apetite. Eu fiquei com bastante.

Bem haja PZ. A arquitectura está viva.



Browse


2010, Novembro
2010, Agosto
2009, Maio
2009, Abril
2009, Janeiro
2008, Dezembro
2008, Setembro
2008, Agosto
2008, Maio
2008, Abril
2008, Janeiro
2007, Março
2007, Fevereiro
2007, Janeiro
2006, Dezembro
2006, Novembro
2006, Setembro
2006, Agosto
2006, Julho
2004, Julho
2004, Junho
 
Site realizado por www.ptpac.com | Desenhado para o FIREFOX, SAFARI, IE E OPERA | 1024 X 768